Cuidar Mais

Revista virtual da ACG Home Care. Aqui você terá dicas de como manter sua vida com mais qualidade, saúde e bem estar!


Deixe um comentário

O poder do café em sua saúde

O café é uma das bebidas mais consumidas ao redor do mundo. São poucas as pessoas que não degustam ao menos uma xícara logo pela manhã para acordar, depois do almoço ou durante o expediente. No entanto, pouca gente sabe que doses moderadas da bebida podem trazer muitos benefícios à saúde, além do simples prazer da degustação.

Os especialistas recomendam o consumo de 5 a 6 xícaras diárias de café, cerca de 500 mg de cafeína, o que estimula a atenção, concentração, memória e aprendizado. O consumo diário e moderado pelos adultos pode ainda auxiliar no combate à depressão, a quarta maior causa de morte no mundo nos dias atuais, podendo chegar a ser a segunda até 2020, conforme informações da OMS.

Além da cafeína, o café ainda é rico em sais minerais, como potássio, cálcio, zinco, ferro e magnésio, vitamina B e uma grande quantidade de ácidos clorogênicos, antioxidantes naturais e nutrientes.

Em medicina, a cafeína tem sido usada para:

  • Reativar padrões deprimidos de respiração;
  • Auxiliar no tratamento de dores, principalmente de cabeça e enxaqueca;
  • Como coadjuvante em muitos remédios para o dor;
  • Controle do peso;
  • Alívio de alergias;
  • Melhorar o estado de alerta;
  • Tratar crises de enxaqueca (por contrair os vasos cerebrais).

“Há estudos recentes, inclusive, que indicam que substâncias presentes no café podem prevenir demências e Alzheimer e que o consumo moderado e regular inibe o alcoolismo e a depressão”, afirma Fábio Ravaglia, presidente do Instituto de Ortopedia e Saúde e membro do corpo clínico externo do Hospital Albert Einstein e do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. Ele observa que, no Brasil, a Fundação Zerbini assinou, em 2006, um protocolo com a Associação Brasileira da Indústria do Café para a criação da Unidade de Pesquisa Café-Coração do Incor, que até hoje tem conduzido pesquisas sobre a bebida.

“No momento, colocado na balança, o impacto positivo do café parece superar os eventuais impactos negativos, o que nos anima a continuar saboreando a bebida”, diz Ravaglia. Mas ele avisa que o número máximo deve ser de seis xícaras por dia, para não ocorrer saturação de cafeína. “E o café feito em casa deve ser ingerido até 15 minutos depois de coado, senão a bebida oxida.”

Então, aproveite e saboreie seu cafezinho.

 

Por Mariah Rosa Pires

Jornalista e Diretora ACG Home Care


Deixe um comentário

UNIMED e ACG Home Care, uma nova parceria.

A  ACG Home Care tem o prazer de comunicar que fechou contrato de prestação de serviço com a UNIMED Federação RS, abrangendo a capital e região metropolitana.

A UNIMED é uma cooperativa de trabalho médico líder no mercado de assistência a saúde e que possui mais de 590 mil clientes e 400 pontos de atendimento entre serviços credenciados e próprios, proporciona a partir de agora aos seus associados o atendimento domiciliar a saúde, visando a qualidade de vida e conforto aos seus pacientes.

Essa parceria tem como base e princípios a responsabilidade e o respeito mútuo não apenas entre as instituições, mas muito em especial aos seus pacientes .

Agradecemos o reconhecimento de nosso trabalho por parte da UNIMED e desejamos que essa parceria perdure por muito tempo.

Equipe ACG Home Care


Deixe um comentário

5 de Agosto: Dia Nacional da Saúde

O dia 5 de Agosto é o Dia Nacional da Saúde, mas não é somente neste dia que se deve cuidar dela. A data foi escolhida em homenagem ao médico sanitarista Oswaldo Cruz, que nasceu em 05 de agosto de 1872 e foi o pioneiro no estudo de doenças tropicais e da medicina experimental no Brasil.

A saúde resulta de um equilíbrio físico, orgânico e mental do nosso organismo, conquistado no dia-a-dia. Esse equilíbrio é adquirido através de vários fatores, como uma boa alimentação, descanso, atividade física, cuidados com a higiene pessoal e algumas horas de lazer.

O cuidado com a saúde é um hábito que todos devem ter. É importante lembrarmos dela diariamente.

Nós da equipe ACG Atendimento Domiciliar alertamos ainda o quão importante é também a medicina preventiva. Desde a infância até a vida toda, exames de rotina podem colaborar muito para uma boa saúde, uma vez que doenças detectadas precocemente podem ser tratadas com eficácia total quando ainda no estágio inicial.

Ter saúde é ter vida. Para um corpo são tem sempre uma mente sã. Então, ame-se e cuide-se.

Por Mariah Rosa Pires

Jornalista e Diretora ACG Home Care


Deixe um comentário

Home Care, um auxílio de qualidade a pacientes em atenção domiciliar.

O aumento da expectativa de vida nos últimos anos tem acarretado para o Brasil uma população cada vez mais idosa. O problema não é envelhecer, mas evelhecer sem qualidade. O Brasil não está se desenvolvendo paralelamente à população e isto está causando uma aumento de pessoas idosas e sem saúde. A superlotação dos serviços de saúde é consequencial, assim como os problemas previdenciários.

O Home Care vem auxiliar no tratamento aos pacientes crônicos e estáveis, e um dos objetivos é tirar o paciente do hospital, sendo que ele pode ser tratado em casa. É menos custo para o Serviço Público e Operadoras Particulares, menos incômodo para o paciente e família, que poderiam passar meses ou anos num hospital devido a alguma patologia.

Este serviço deve ser compreendido como uma modalidade contínua de serviços na área de saúde, cujas atividades são dedicadas aos pacientes e a seus familiares em um ambiente extra-hospitalar.

O  seu propósito é promover, manter ou restaurar a saúde, maximizando o nível de independência do paciente, enquanto minimiza os efeitos debilitantes das várias patologias e condições que gerência.

No gerenciamento desses serviços devem ser usados critérios técnico-científicos e as decisões devem ser baseadas no melhor nível de evidência clínica possível, para cada procedimento. Essa prática é necessária em função da complexidade do meio ambiente do paciente, dos tipos de cuidados médicos exigidos, dos recursos, das condições psico-físicas do paciente e das patologias à serem gerenciadas.

Apesar de todos esses benefícios, existem poucas empresas no Brasil neste segmento, principalmente nas cidades do interior. Com isso, os pacientes abarrotam os hospitais, sendo que, na maioria das vezes, eles poderiam ser tratados em domicílio.

Existem três pontos que justificam essa não disponibilidade de Home Cares no mercado:

  • Os cursos de especialização encontram-se apenas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte.
  • Existem poucos profissionais especializados na área.
  • É algo novo, inclusive com poucas referências bibliográficas.

Antes de iniciar o atendimento faça uma pesquisa criteriosa no mercado de sua região, busque informações da qualidade oferecida pelas empresas do segmento.

Atente-se para estas dicas simples:

  • A empresa deve esclarecer suas dúvidas de acordo com as necessidades de cada patologia.
  • Após este primeiro contato, a enfermeira responsável pelo caso e a equipe multiprofissional, deve entrar em contato com o médico assistente do paciente, para que juntos, efetuem o plano de tratamento e assim iniciar o processo de atenção domiciliar.
  • Cada paciente deve ter um prontuário próprio, contendo informações pertinentes ao caso. Este poderá, e deve, ser acessado pela equipe de atendimento, médico assistente e familiares.
  • Veja se possuem uma equipe multiprofissional como fisioterapia, fonoaudiologia, nutrição e terapia ocupacional.
  • Isto fará toda a diferença no cuidado e qualidade do serviço prestado.

Alexandre Moreira

Diretor de Marketing

ACG Home Care